Com o avanço da tecnologia, é cada vez mais rápido e fácil gerenciar e compartilhar documentos. Você precisa apenas de internet para enviar um arquivo para diversas pessoas ao redor do mundo, e elas podem assinar digitalmente sem complicação. O certificado digital cloud, ou em nuvem, permite exatamente isso: agilizar a assinatura dos documentos virtuais, acima do que seria possível com o tradicional token ou smartcard.

De forma geral, um certificado digital pode ser instalado em um smartcard ou token, que contém um chip criptográfico que garante a proteção do certificado. Esses dois dispositivos têm diversas camadas de segurança, atestando a maior segurança aos arquivos. Porém, quando falamos em certificado digital em nuvem, a pergunta é sempre a mesma: é realmente seguro trocar esses dispositivos pela nuvem?

O que é um certificado digital em nuvem?

Para falar da segurança por trás dos certificados digitais em nuvem, primeiro é preciso explicar o que é um certificado digital cloud. O certificado digital é uma identidade eletrônica para pessoas ou empresas, uma versão digital da carteira de identidade de cada cidadão, por exemplo. A emissão e o funcionamento do certificado digital são processos regidos pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil) e a autenticidade é garantida por um alto nível criptográfico — e complexo — de segurança. A partir do certificado, é possível assinar digitalmente no país.

O certificado digital cloud é um certificado digital, com a mesma atribuição. O que muda é que o usuário pode acessar os aplicativos e documentos em diversos dispositivos diferentes, contanto que haja sinal de internet.  Assim, pode-se assinar arquivos digitalmente da mesma forma, sem se preocupar em carregar objetos como tokens e smartcards, que normalmente são relacionados a alguns tipos de certificado tradicionais

Certificado digital cloud e a segurança 

Muitas empresas já permitem o acesso de seus produtos na nuvem. Não é diferente com o certificado digital. A nuvem, ou cloud, que tanto falam, nada mais é do que um conjunto de servidores de alta capacidade que estão conectados, permitindo esse compartilhamento de forma rápida. 

No caso de certificados digitais cloud, eles ficam armazenados em um servidor HSM (Módulo de Segurança de Hardware), de alta segurança. Só para você entender: o nível de segurança é tão alto que é o mesmo tipo de equipamento utilizado pelas autoridades certificadoras. Cada usuário armazenado detém um código PIN (Número de Identificação Pessoal) de acesso individual. E ainda pode-se agregar fatores de autenticação adicionais, como o OTP (One Time Password). 

Entre as vantagens de um certificado digital na nuvem está, claro, a mobilidade. Afinal, qualquer pessoa pode acessar a partir de qualquer dispositivo conectado à internet. Mas o aspecto segurança também é um benefício importante para os usuários. 

Os tokens ou smartcards também têm a mesma função de segurança dos servidores HSM, mas ainda contam com restrições: menos barreiras físicas e criptográficas, por exemplo. Mais do que isso, os dispositivos precisam sempre estar armazenados em segurança. Afinal é chave da sua identidade virtual. E se perder o objeto, sabe o que acontece? Caso a pessoa tenha em mãos o certificado e o seu PIN, ela poderá utilizar o certificado e será impossível verificar o seu rastro.  

Mas com o certificado digital em nuvem, o HSM fica alocado em datacenters, com um controle rígido de acesso, atestando ainda mais segurança. Além disso o certificado digital cloud é mais seguro do que o tradicional, pois garante a rastreabilidade de tudo que é feito com ele! 

Uso prático de certificado digital em nuvem

Se você ainda tem dúvidas sobre a segurança dos certificados digitais em nuvem, vamos para um exemplo prático? Os médicos viram no uso do certificado digital uma forma de facilitar e agilizar a assinatura dos prontuários, tornando-os eletrônicos. Assim, em vez de gastar horas assinando, imprimindo e armazenando atestados, receitas, pedidos de exames e laudos, eles podem utilizar o certificado digital cloud para esse registro, armazenamento e controle de dados muito sensíveis: informações e históricos do paciente. Melhor ainda: não correm risco algum de perder o dispositivo ou esquecer em casa. Está tudo na nuvem!

Além da segurança, 75% das empresas que utilizam automação de cloud nos seus processos, conseguem aumentar receita e lucratividade. Ainda de acordo com a pesquisa da Capgemini e Sogeti “The Automation Advantage”, 80% delas afirmaram que a agilidade da organização melhorou. 

Foi esse o caso da Prefeitura de Vitória, que conseguiu que 10 mil documentos fossem assinados digitalmente por dia nas unidades de saúde do município. Com toda a segurança de uma solução de certificado digital em nuvem, são mais de 390 mil prontuários, receitas, atestados liberados após a validação digital e menos tempo de espera de exames: passando de 30 dias para apenas uma semana. 

 BRy KMS, a solução da BRy para certificado digital na nuvem

Sabe o que está por trás desses resultados da Prefeitura de Vitória e tantos outros de órgãos públicos e empresas privadas? O BRy KMS, solução criada pela BRy Tecnologia que torna o certificado digital acessível a partir dos mais variados tipos de dispositivos, incluindo celulares e tablets. A tecnologia é compatível com diversos sistemas e aplicações, dispensa o gerenciamento da implantação dos certificados e oferece total independência de plataforma aos usuários. 

Quer reduzir os custos com o uso do certificado digital em nuvem, garantindo a máxima segurança, mobilidade e validade jurídica? Entre em contato com os nossos consultores, que eles vão explicar pra você a melhor forma de alcançar os resultados esperados!